SMAS Sintra

SMAS de Sintra lançam aplicação móvel
SMAS de Sintra lançam aplicação móvel
Novo canal de comunicação para mais de 190 mil clientes
Já está disponível a aplicação móvel (App) SMAS Sintra, um novo canal de comunicação dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra com mais de 190 mil clientes, com divulgação de serviços e atividades. Através da nova aplicação móvel, os SMAS de Sintra estão sempre ac
Sintra aumenta recolha gratuita de resíduos volumosos e “verdes”
Sintra aumenta recolha gratuita de resíduos volumosos e “verdes”
Quantidades passam de 5 para 10 unidades por mês (monos) e de 1 para 5 m³ por semana (“verdes”)
Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS de Sintra) aumentaram de 5 para 10 unidades por mês (por detentor) a recolha gratuita de resíduos volumosos (monos). Também a recolha de “verdes” passou a ser gratuita até 5 m³ por semana por produtor, em vez de 1 m³. As
Operação “Sintra e os Biorresíduos” reforça adesões na Freguesia de Colares
Operação “Sintra e os Biorresíduos” reforça adesões na Freguesia de Colares
Ação de sensibilização no exterior do Mercado da Praia das Maçãs
Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS de Sintra) promoveram, esta quarta-feira, dia 21 de julho, uma ação de sensibilização e adesão no âmbito da Operação “Sintra e os Biorresíduos”, que decorreu no exterior do Mercado da Praia das Maçãs. Esta iniciativa v
SMAS de Sintra instalam desfibrilhadores nas suas instalações
SMAS de Sintra instalam desfibrilhadores nas suas instalações
No âmbito do Sintra Reanima - Programa Municipal de Desfibrilhação de Sintra
Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS de Sintra) instalaram cinco desfibrilhadores nas suas instalações, no âmbito do Sintra Reanima-Programa Municipal de Desfibrilhação de Sintra, que estabelece uma estratégia na área do socorro a vítimas de paragem cardiorrespi
Sintra avança com ETAR de Cabrela
Sintra avança com ETAR de Cabrela
Investimento dos SMAS de Sintra de 670 mil euros
O Município de Sintra aprovou a abertura de concurso público de construção da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Cabrela, na União das Freguesias de São João das Lampas e Terrugem, com o preço base na ordem dos 670 mil euros. Com um prazo de execução de 365 dias, a empreitada de construção da ETAR de Cabrela vai complementar a execução da rede de drenagem de águas residuais de Silva, Faião, Cabrela e Casais de Cabrela que se encontra em curso, que representa um investimento dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS de Sintra) de 1 milhão e 600 mil euros. A futura ETAR de Cabrela vai localizar-se a sul das povoações de Silva, Faião e Cabrela e a norte de Casais de Cabrela, ocupando uma área de implantação de 2.545 m², tendo sido projetada para dar resposta às necessidades de saneamento de cerca de 900 pessoas. A solução de tratamento a adotar será um processo por biomassa em suspensão, por lamas ativadas em vala de oxidação, com as águas residuais tratadas a serem encaminhadas para um afluente da ribeira de Cabrela, através da construção de um coletor de ligação da ETAR à linha de água. A intervenção dos SMAS de Sintra em Silva, Faião, Cabrela e Casais de Cabrela está a decorrer a bom ritmo, abrangendo a construção de uma rede de coletores com cerca de 4,5 quilómetros, contemplando, ainda, a remodelação da rede de abastecimento de água. Com um prazo de execução de 900 dias, os trabalhos iniciaram-se no final de 2020, ligeiramente mais tarde do que estava previsto devido à necessidade de acompanhamento arqueológico e as devidas autorizações por parte da Direção Geral do Património Cultural, por se tratar de uma área de elevada sensibilidade arqueológica. Esta empreitada insere-se num projeto mais vasto que incluiu a construção das redes de Godigana e Carne Assada, um investimento de 1 milhão e 728 mil euros, que beneficiou cerca de 450 habitantes. A rede de drenagem é constituída por duas bacias, incluindo a rede de coletores, uma estação elevatória de águas residuais em Casal de Cabrela e a construção das ETAR de Godigana e Cabrela. A ETAR de Godigana está em atividade e representou um investimento de 400 mil euros.
Sintra instala novos contentores no Magoito
Sintra instala novos contentores no Magoito
Intervenção já abrangeu praias das Maçãs e da Adraga
Já estão operacionais os novos contentores enterrados que foram instalados no Magoito, na zona de estacionamento da praia e na Estrada de Santa Maria (junto à Rua do Pedregal de Cima). A instalação destes equipamentos, com capacidade de 5 m³ (indiferenciados, plástico/metal e papel/cartão) e 3 m³ (vidro), insere-se no âmbito da renovação da contentorização nas zonas balneares e localidades adjacentes da área litoral do concelho de Sintra. Um investimento global de 500 mil euros por parte dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS de Sintra), que se traduz em 174 contentores enterrados, em substituição de equipamentos de superfície, englobando 50 pontos de deposição. Os novos contentores, que aumentam a capacidade de deposição, melhoram a acessibilidade e higiene e valorizam o ambiente, foram instalados na zona de estacionamento da Praia do Magoito e na Estrada de Santa Maria (junto à Rua do Pedregal de Cima), numa intervenção que se insere na estratégia de renovação de equipamentos em áreas emblemáticas do concelho de Sintra ou que registem uma elevada produção de resíduos, ainda que sazonal, com o objetivo de aumentar a capacidade de deposição, reduzir o impacto visual no espaço público e uma otimização dos meios operacionais de recolha. A renovação da contentorização vai ser concretizada, ainda, em várias localidades da União das Freguesias de São João das Lampas e Terrugem, da Freguesia de Colares e da União das Freguesias de Sintra. Os novos equipamentos já foram instalados na Praia das Maçãs, na Avenida Eugénio Levy, e na Praia da Adraga. A área de intervenção é caracterizada por contentorização de superfície, com capacidade média de 1.000 litros para os resíduos indiferenciados e até aos 3.200 litros ao nível da recolha seletiva. Os novos contentores têm uma capacidade que varia entre os 3 m³ (vidro) e os 5 m³ (indiferenciados, plástico/metal e papel/cartão). À semelhança do que sucedeu na Praia Grande, cuja renovação ocorreu em 2020, os equipamentos situados na frente marítima integram materiais mais duradouros, no sentido de melhor responder às condições atmosféricas da orla costeira. Recorde-se que os SMAS de Sintra estão a investir quatro milhões de euros na renovação de contentorização em todo o concelho, com destaque para as intervenções em curso em Mem Martins, com instalação de 234 equipamentos; na Serra das Minas, com substituição de 195 contentores, e na Tapada das Mercês, com 231 novos equipamentos de deposição de resíduos. Os SMAS de Sintra são a maior entidade gestora dos sistemas públicos municipais de distribuição de água em Portugal, contando com mais de 190 mil clientes. Estes serviços municipalizados estão a investir, entre 2021 e 2025, mais de 80 milhões de euros na gestão e inovação dos sistemas de água e resíduos.
Remodelação das redes de abastecimento de água e drenagem pluvial na Portela de Sintra
Remodelação das redes de abastecimento de água e drenagem pluvial na Portela de Sintra
Investimento de dois milhões de euros inclui nova ciclovia
O Município de Sintra está a investir dois milhões de euros na remodelação das redes de abastecimento de água e de drenagem pluvial na Portela de Sintra, numa empreitada que inclui a execução de nova ciclovia. Com um prazo de execução de 34 meses (1020 dias), a intervenção constitui uma empreitada conjunta da Câmara e dos Serviços Municipalizados de Água de Sintra (SMAS de Sintra), inserindo-se na estratégia municipal de melhoria da qualidade de vida da população. “A Câmara de Sintra tem desenvolvido um plano de investimento abrangente e que tem melhorado a qualidade de vida das pessoas. As ciclovias, o investimento na rede de distribuição de água e a capacidade das pessoas se deslocarem em segurança, têm sido prioridades na atuação do município”, salienta o presidente da Câmara Municipal e do Conselho de Administração dos SMAS de Sintra, Basílio Horta. A intervenção ao nível da rede de abastecimento de água, que vai beneficiar cerca de cinco mil habitantes, terá lugar numa extensão de mais de 7 km, com a instalação de condutas de PEAD (Polietileno de Alta Densidade) de diâmetros 90,110, 160 e 200 mm, em substituição das atuais em fibrocimento. As obras contemplam ainda a remodelação de 336 ramais de abastecimento de água. Os trabalhos na rede de drenagem pluvial vão ser concretizados no Largo Vasco da Gama, na zona contígua ao acesso à estação da Portela de Sintra. A empreitada compreende, ainda, o desvio de um coletor pluvial de diâmetro 600 mm que se encontra por debaixo das bancadas do campo de futebol do Sport União Sintrense. A ciclovia da Portela de Sintra terá uma extensão aproximada de 800 metros, permitindo incrementar a mobilidade suave e a segurança rodoviária, ordenar/requalificar espaços públicos e ligar equipamentos estruturantes, como a interface da Portela de Sintra, a Escola Secundária de Santa Maria e zonas de comércio e serviços.      Os SMAS de Sintra são a maior entidade gestora dos sistemas públicos municipais de distribuição de água em Portugal, contando com mais de 190 mil clientes. Estes serviços municipalizados estão a investir, durante o triénio 2019/2021, mais de 50 milhões de euros na gestão e inovação dos sistemas de água e resíduos.
Requalificação da Avenida dos Missionários (Agualva-Cacém)
Requalificação da Avenida dos Missionários (Agualva-Cacém)
Estão em fase de instalação novos contentores na Avenida dos Missionários, no âmbito da ligação pedonal e ciclável entre a cidade de Agualva-Cacém e Fitares (Rio de Mouro), ao longo da Ribeira das Jardas, e que representa um investimento global do município de 1 milhão e 588 mil euros. Inserida na empreitada de execução do Parque Linear da Ribeira das Jardas, a instalação dos novos contentores está a decorrer na Avenida dos Missionários (três pontos de deposição) e na Rua Cardeal Patriarca D. António Ribeiro. Os novos contentores enterrados, com as diferentes valências (indiferenciados, plástico/metal, papel/cartão e vidro), vão aumentar a capacidade de deposição, melhorar a acessibilidade e higiene e valorizar o ambiente. Uma intervenção que se insere na estratégia de renovação de contentorização desenvolvida pelos SMAS de Sintra em todo o concelho, de forma gradual, e que implica um investimento no montante de quatro milhões de euros. A empreitada de execução do Parque Linear da Ribeira das Jardas, com um prazo de execução de 10 meses, abrange território das uniões de freguesia de Agualva/Mira Sintra e Cacém/São Marcos e da Freguesia de Rio de Mouro. Além de se desenvolver ao longo da Ribeira das Jardas, numa área aproximada de oito hectares, a intervenção compreende a valorização e requalificação do espaço público, nas imediações da Escola António Sérgio, através de melhoria das condições de circulação pedonal, com o alargamento de passeios, reforço da arborização dos arruamentos, criação de ciclovia e revitalização dos espaços verdes existentes. Em recente visita ao local, o presidente da Câmara de Sintra e do Conselho de Administração dos SMAS de Sintra, Basílio Horta, sublinhou que “o município pretende dinamizar o espaço público, aumentando a oferta lúdica e recreativa e melhorando a qualidade de vida dos munícipes, permitindo que todos desfrutem de novos e requalificados espaços de lazer”.
SMAS de Sintra investem um milhão e meio de euros em Mem Martins
SMAS de Sintra investem um milhão e meio de euros em Mem Martins
Renovação da rede de abastecimento de água com origem no Reservatório de Ouressa
Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) de Sintra estão a investir um milhão e 500 mil euros na remodelação da rede de abastecimento de água de Mem Martins, com origem no reservatório de Ouressa. A empreitada tem um prazo de execução de 30 meses e insere-se na estratégia do município de renovação das infraestruturas da rede de abastecimento, com o objetivo de melhorar o desempenho e eficiência do sistema, assim como reduzir a ocorrência de ruturas, beneficiando uma população estimada em 13.360 habitantes. “A necessidade de intervenção na rede de distribuição de Mem Martins fundamenta-se na inadequação das redes existentes às solicitações atuais, pelo elevado número de ruturas e pelos incómodos e prejuízos causados à população”, acentua Basílio Horta, presidente da Câmara Municipal de Sintra e do conselho de administração dos SMAS. A obra abrange a remodelação de todas as condutas em fibrocimento, numa área de intervenção de 5,5 quilómetros, que inclui, ainda, a substituição dos ramais domiciliários e implementação de uma Zona de Medição e Controlo (ZMC). À semelhança da empreitada em curso na Serra das Minas (Rio de Mouro), a obra vai contemplar a substituição dos equipamentos de deposição de resíduos urbanos, com a instalação de 234 contentores enterrados (75 para resíduos indiferenciados, 53 de plástico/embalagens, 53 de papel/cartão e 53 de vidro), implementados em 53 pontos de deposição.         Os SMAS de Sintra são a maior entidade gestora dos sistemas públicos municipais de distribuição de água em Portugal, contando com mais de 190 mil clientes. Estes serviços municipalizados estão a investir, entre 2021 e 2025, mais de 80 milhões de euros na gestão e inovação dos sistemas de águas e resíduos.
SMAS de Sintra investem um milhão e 600 mil euros na Terrugem
SMAS de Sintra investem um milhão e 600 mil euros na Terrugem
Intervenção nas localidades de Silva, Faião, Cabrela e Casais de Cabrela
Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) de Sintra estão a investir um milhão e 600 mil euros na remodelação das redes de abastecimento de água e construção das redes de drenagem de águas residuais domésticas em Silva, Faião, Cabrela e Casais de Cabrela, na União de Freguesias de São João das Lampas e Terrugem. A intervenção, com a duração de 900 dias, vai beneficiar cerca de 610 habitantes. A intervenção em Silva, Faião, Cabrela e Casais de Cabrela insere-se num plano de investimentos dos SMAS de Sintra, que ascende a 22 milhões e 246 mil euros no território da União de Freguesias de São João das Lampas e Terrugem. “O maior investimento dos SMAS é nesta freguesia, porque é aqui que é mais necessário, sendo um território muito vasto (87 km²). Esta intervenção insere-se na continuidade da estratégia da autarquia de investimento na melhoria dos sistemas de abastecimento de água e drenagem de águas residuais no concelho”, realça Basílio Horta, presidente da Câmara Municipal de Sintra e do conselho de administração dos SMAS de Sintra. A empreitada visa solucionar os atuais problemas da rede de abastecimento de água e assegurar as necessidades futuras. A rede de distribuição de água, numa extensão aproximada de cerca de 4 km, será construída em Polietileno de Alta Densidade (PEAD), assegurando, além do abastecimento de água às populações, o serviço de combate a incêndios, através da instalação de marcos de incêndio nos principais cruzamentos e bifurcações, com uma distância máxima de 200 metros. Com uma rede de coletores com cerca de 4,5 quilómetros, as águas residuais terão como destino final a futura ETAR de Cabrela. Os trabalhos contemplam a reposição dos pavimentos em todos os arruamentos abrangidos pela empreitada. O início das obras esteve previsto para o final de 2019, mas a empreitada foi suspensa por se desenvolver numa área de elevada sensibilidade arqueológica, o que obriga a um acompanhamento arqueológico e às necessárias autorizações por parte da Direção Geral do Património Cultural. Esta empreitada insere-se num projeto mais vasto que incluiu a construção das redes em Godigana e Carne Assada, um investimento de um milhão e 728 mil euros. Uma intervenção que beneficiou cerca de 450 habitantes. A rede de drenagem é constituída por duas bacias, incluindo a rede de coletores, uma estação elevatória de águas residuais em Casais de Cabrela e a construção das estações de tratamento de águas residuais (ETAR) de Godigana e da Cabrela. A ETAR de Godigana está concluída e representou um investimento de 394.530,79 euros.          Os SMAS de Sintra são a maior entidade gestora municipal de água e saneamento em Portugal, contando com mais de 190 mil clientes. Estes serviços municipalizados estão a investir, entre 2021 e 2025, mais de 80 milhões de euros na gestão e inovação dos sistemas de águas e resíduos.
Reabertura do Atendimento Presencial
Reabertura do Atendimento Presencial
Máximo de 10 pessoas em simultâneo na sede e de 3 pessoas nas delegações.
Rua Luís de Camões e Rua Primeiro de Maio, Terrugem – Corte de trânsito
Rua Luís de Camões e Rua Primeiro de Maio, Terrugem – Corte de trânsito
De 20 de setembro a 19 de novembro, previsivelmente
Atendimento Comercial
09:00h/17:30h
Leituras
24 horas
Resíduos Urbanos
24 horas
Avarias na Via Pública
24 horas