Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) de Sintra estão a concluir a empreitada de construção da rede de águas residuais em Camarões, na União de Freguesias de Almargem do Bispo, Pero Pinheiro e Montelavar, numa empreitada que representa um investimento de 749.175 euros, e que contempla, também, a remodelação das condutas de abastecimento de água e ramais domiciliários.

Com cerca de mil habitantes, a localidade de Camarões não dispunha, até ao momento, de rede de drenagem de águas residuais. A rede em construção tem a extensão de 3.560 metros, com ligação à futura ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais) de Camarões, que implica o lançamento de nova empreitada. O futuro equipamento foi dimensionado, para além de servir o aglomerado urbano consolidado, em função da existência de AUGI (Áreas Urbanas de Génese Ilegal), cujo processo de recuperação e legalização inclui a execução de sistemas de drenagem.

Os trabalhos em curso em Camarões, que se encontram na reta final de execução, consistem ainda na remodelação das condutas de abastecimento de água e ramais domiciliários.

Ainda em Almargem do Bispo, os SMAS de Sintra estão também a concluir a construção do emissário de ligação em Aruil, um investimento de 274.456 euros, que vai servir cerca de 1.780 habitantes.

O emissário tem uma extensão de cerca de 1.900 metros e está a ser instalado ao longo da margem da ribeira da Ponte, um afluente da Ribeira de Pinheiro de Loures, assegurando a ligação ao emissário de Covas de Ferro/Albogas. Servindo 1.780 habitantes, o novo emissário vai encaminhar as águas residuais para o sistema a cargo da Águas do Tejo Atlântico (ex-SANEST). Esta empreitada surge na sequência da construção da rede de coletores nas povoações de Aruil, Biqueirão e Alveijar, concluída em final de 2019 e que representou um investimento de 1 milhão e 134 mil euros.

Atualizado a 24/11/2020