Encontram-se em fase de conclusão as obras do subsistema de saneamento de Barreira, São Miguel e Funchal, num investimento de 1 milhão e 100 mil euros, uma intervenção iniciada em meados de 2018.

A empreitada compreendeu a remodelação de toda a rede de abastecimento de água, que se encontra garantido a partir do Reservatório da Amoreira, substituindo as condutas em fibrocimento que eram palco de frequentes roturas. Foram substituídos ainda os ramais domiciliários. Face à cota do lugar de Funchal, em relação ao reservatório, a intervenção compreende, ainda, a construção de uma estação hidropressora em Barreira, para elevação da pressão na rede de abastecimento.

As obras permitiram dotar as localidades de Barreira, São Miguel e Funchal de rede de drenagem de águas residuais, em substituição das fossas sépticas que, devido à natureza rochosa do solo, podiam originar escorrências de efluentes. O subsistema de drenagem, que beneficia cerca de 250 habitantes, é encaminhado para as estações elevatórias de Barreira e Funchal e posterior ligação à rede existente e tratamento na ETAR de São João das Lampas.

Para o presidente da Câmara Municipal e do Conselho de Administração dos SMAS de Sintra, Basílio Horta, “o investimento realizado é uma prioridade. Não podemos admitir que continuem a existir zonas sem acesso digno a este bem, tão essencial e importante, como é o saneamento”.

O investimento dos SMAS de Sintra no território da União de Freguesias de São João das Lampas e Terrugem, que totaliza os 22 milhões de euros, vai prosseguir com as obras do subsistema de Alvarinhos e Areias, um investimento de dois milhões de euros, que arrancarão no primeiro trimestre deste ano.

Com um prazo de execução de 900 dias, a empreitada em Alvarinhos e Areias vai beneficiar cerca de 600 pessoas e compreende a remodelação da rede de abastecimento de água, com substituição das condutas em fibrocimento, e construção da rede de drenagem de águas residuais, as quais serão encaminhadas para a futura ETAR de Alvarinhos.

Dada a sensibilidade arqueológica da zona, o arranque das obras aguarda as devidas autorizações por parte da Direção Geral do Património Cultural.

 Os SMAS de Sintra são a maior entidade gestora dos sistemas públicos municipais de distribuição de água em Portugal, contando com mais de 190 mil clientes. Estes serviços municipalizados estão a investir, durante o triénio 2019/2021, mais de 50 milhões de euros na gestão e inovação dos sistemas de água e resíduos.

Atualizado a 13/01/2021