O Município de Sintra está a investir dois milhões de euros na remodelação das redes de abastecimento de água e de drenagem pluvial na Portela de Sintra, numa empreitada que inclui a execução de nova ciclovia.

Com um prazo de execução de 34 meses (1020 dias), a intervenção constitui uma empreitada conjunta da Câmara de Sintra e dos Serviços Municipalizados de Água (SMAS) de Sintra, inserindo-se na estratégia municipal de melhoria da qualidade de vida da população.

“A Câmara de Sintra tem desenvolvido um plano de investimento abrangente e que tem melhorado a qualidade de vida das pessoas. As ciclovias, o investimento na rede de distribuição de água e a capacidade das pessoas se descolaram em segurança, têm sido prioridades na atuação do município”, salienta o presidente da Câmara Municipal e do Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados de Água (SMAS) de Sintra, Basílio Horta.

A intervenção ao nível da rede de abastecimento de água, que vai beneficiar cerca de cinco mil habitantes, terá lugar numa extensão de mais de 7 km, com a instalação de condutas de PEAD (Polietileno de Alta Densidade) de diâmetros 90,110, 160 e 200 mm, em substituição das atuais em fibrocimento. As obras contemplam ainda a remodelação de 336 ramais de abastecimento de água.

Os trabalhos na rede de drenagem pluvial vão ser concretizados no Largo Vasco da Gama, na zona contígua ao acesso à estação da Portela de Sintra. A empreitada compreende, ainda, o desvio de um coletor pluvial de diâmetro 600 mm que se encontra por debaixo das bancadas do campo de futebol do Sport União Sintrense.

A ciclovia da Portela de Sintra terá uma extensão aproximada de 800 metros, permitindo incrementar a mobilidade suave e a segurança rodoviária, ordenar/requalificar espaços públicos e ligar equipamentos estruturantes, como a interface da Portela de Sintra, a Escola Secundária de Santa Maria e zonas de comércio e serviços.

    

Os SMAS de Sintra são a maior entidade gestora dos sistemas públicos municipais de distribuição de água em Portugal, contando com mais de 190 mil clientes. Estes serviços municipalizados estão a investir, durante o triénio 2019/2021, mais de 50 milhões de euros na gestão e inovação dos sistemas de água e resíduos.

Atualizado a 09/12/2020