Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS de Sintra) promoveram, no âmbito de intervenção de requalificação urbana da Câmara Municipal, a remodelação das redes de abastecimento de água e de drenagem de águas residuais na Vila de Sintra. Os trabalhos efetuados, por administração direta, representaram um investimento de cerca de 70 mil euros.

Nos últimos meses, foram intervencionadas as ruas da Ferraria, das Padarias, Costa do Castelo e da Fonte da Pipa, em trabalhos divididos por cinco fases de modo a minimizar os incómodos para a população residente e para os visitantes.

No início de cada fase de obra, na área do abastecimento de água, as equipas dos SMAS de Sintra recorreram a tubagens provisórias (by-pass) à superfície, para possibilitar a continuidade do fornecimento de água à população, sendo, posteriormente, instaladas as tubagens em PVC e os ramais definitivos.

A última fase destes trabalhos, que decorreram durante o período de menor afluência de turistas, em resultado da pandemia da COVID-19, tiveram lugar na Rua da Fonte da Pipa, onde, para além da substituição das condutas e ramais, foi instalada uma válvula redutora de pressão, para permitir regularizar a pressão de água nesta zona da Vila Velha.

A intervenção nas quatro artérias do centro histórico Património da Humanidade contemplou, ainda, a renovação integral da rede de drenagem de águas residuais, composta por caneiros de alvenaria de pedra, que foram substituídos por tubagens em PVC.

Ainda na sede de concelho, na Avenida da Aviação Portuguesa, os SMAS reabilitaram o coletor pluvial situado junto aos semáforos, no cruzamento com a Rua António Cunha, numa situação que já tinha provocado o abatimento de troço da via rodoviária. Neste local, a drenagem pluvial é assegurada por um canal de betão, que estava obstruído e assoreado, e cuja cobertura de lajes de betão se encontrava danificada, em resultado de obras de outros operadores de infraestruturas.

Na Portela de Sintra, na Rua do Casal da Mina, os SMAS procederam à reparação do coletor doméstico de drenagem de águas residuais, na sequência do surgimento de um buraco no pavimento, o que obrigou à realização de inspeção vídeo que confirmou a anomalia.

Os SMAS de Sintra são a maior entidade gestora dos sistemas públicos municipais de distribuição de água em Portugal, contando com mais de 190 mil clientes. Estes serviços municipalizados estão a investir, durante o triénio 2019/2021, mais de 50 milhões de euros na gestão e inovação dos sistemas de água e resíduos.

 

 

 

Atualizado a 22/12/2020