Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) de Sintra estão a investir um milhão e 500 mil euros na remodelação da rede de abastecimento de água de Mem Martins, com origem no reservatório de Ouressa.

A empreitada tem um prazo de execução de 30 meses e insere-se na estratégia do município das infraestruturas da rede de abastecimento, com o objetivo de melhorar o desempenho e eficiência do sistema, assim como reduzir a ocorrência de ruturas, beneficiando uma população estimada em 13 mil e 360 habitantes.

“A necessidade de intervenção na rede de distribuição de Mem Martins fundamenta-se na inadequação das redes existentes às solicitações atuais, pelo elevado número de ruturas e pelos incómodos e prejuízos causados à população”, acentua Basílio Horta, presidente da Câmara Municipal de Sintra e do conselho de administração dos SMAS.

A obra abrange a remodelação de todas as condutas em fibrocimento, numa área de intervenção de 5,5 quilómetros, que inclui, ainda, a substituição dos ramais domiciliários e implementação de uma Zona de Medição e Controlo (ZMC).

À semelhança da empreitada em curso na Serra das Minas (Rio de Mouro), a obra vai contemplar a substituição dos equipamentos de deposição de resíduos urbanos, com a instalação de 234 contentores semienterrados (75 para resíduos indiferenciados, 53 de plástico/embalagens, 53 de papel/cartão e 53 de vidro), implementados em 53 pontos de deposição.

       

Os SMAS de Sintra são a maior entidade gestora dos sistemas públicos municipais de distribuição de água em Portugal, contando com mais de 190 mil clientes. Estes serviços municipalizados estão a investir, durante o triénio 2019/2021, mais de 50 milhões de euros na gestão e inovação dos sistemas de águas e resíduos.

Atualizado a 06/11/2020