Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS de Sintra) vão avançar com a remodelação da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da Cavaleira, em Algueirão-Mem Martins, num investimento que irá dar resposta às necessidades da população local e, em particular, ao futuro Hospital de Proximidade de Sintra. O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara Municipal de Sintra e do Conselho de Administração dos SMAS de Sintra, Basílio Horta, durante a cerimónia que assinalou o 76.º aniversário destes serviços municipalizados, que decorreu esta segunda-feira, dia 9 de maio, em que foi ainda prestada homenagem aos trabalhadores com 25 e 40 anos de serviço, através da entrega de medalhas de bons serviços e dedicação, e aos que se aposentaram em 2021.

A intervenção de remodelação da ETAR da Cavaleira vai representar um investimento na ordem de 1 milhão e 500 mil euros, com um prazo de execução de 600 dias, reforçando o tratamento de águas residuais provenientes da Cavaleira, Coopalme e Sacotes, num universo populacional de cerca de nove mil pessoas. “Esta grande intervenção dos SMAS de Sintra surge já em estreita ligação com outro investimento estruturante do município, que constitui a construção do Hospital de Proximidade de Sintra”, realçou Basílio Horta.

“A remodelação da ETAR da Cavaleira é mais um sinal da complementaridade de trabalho entre os SMAS e a Câmara”, frisou o autarca, destacando que essa articulação dos serviços municipais “é evidente e muitíssimo útil”. “Há uma coordenação entre os trabalhos da Câmara e a intervenção dos SMAS por forma a que não se peçam sacrifícios escusados às populações abrangidas”, reforçou. A realização de empreitadas conjuntas, incluindo a requalificação de espaço público e a renovação de infraestruturas de abastecimento de água e de saneamento, está em curso no Algueirão e na Portela de Sintra, nestes casos incluindo a construção de novas ciclovias, e na Avenida D. Nuno Álvares Pereira (Agualva), na centralidade de Paiões (Rio de Mouro) e na área envolvente do antigo Mercado de Fanares (Algueirão-Mem Martins).

Criados em maio de 1946, os SMAS de Sintra constituem a maior entidade municipal gestora ao nível do abastecimento de água, com mais de 193 mil clientes. São responsáveis ainda pela gestão dos sistemas públicos de drenagem e tratamento de águas residuais e de recolha e transporte de resíduos urbanos. Para Basílio Horta, “as trabalhadoras e trabalhadores dos SMAS de Sintra podem orgulhar-se do trabalho de serviço público” que desenvolvem.

“São 76 anos de dedicação à causa pública e muita qualidade no serviço”, realçou o presidente da Câmara sobre o aniversário dos SMAS de Sintra, aproveitando, ainda, a ocasião para realçar a ação ao nível da redução do valor da água não faturada, que passou de 30,9% em 2014 para 18,3% em 2021, inferior ao valor preconizado pela Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR) que se cifra em 20%. Até 2025, os SMAS de Sintra já delinearam, como objetivo estratégico, a redução do valor da água não faturada para 15%.

Atualizado a 10/05/2022