Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) de Sintra têm em curso um investimento de um milhão e 844 mil euros na remodelação da rede de abastecimento de água na Serra das Minas, freguesia de Rio de Mouro.

 A empreitada consiste na remodelação das infraestruturas de abastecimento de água em fibrocimento, redes antigas que apresentam perdas significativas de água, decorrente de roturas frequentes de difícil deteção, por se tratar de uma zona muito rochosa.

“A necessidade de substituição de condutas deve-se à existência de roturas e fugas de água, motivadas pelo desgaste das tubagens em fim de vida útil, e à inadequação dos diâmetros das condutas”, frisa Basílio Horta, presidente da Câmara Municipal de Sintra e do conselho de administração dos SMAS, que realça que “a concretização destas obras vai possibilitar melhorar o desempenho da rede, a fiabilidade e conforto para os consumidores”.

 A intervenção vai beneficiar uma população estimada em 12 mil habitantes, sendo substituídos todos os ramais domiciliários existentes, bem como a execução de ramais onde não existia abastecimento, o qual mantém como origem o Reservatório da Rinchoa. Para avaliar o desempenho da rede, está prevista a definição de Zonas de Medição e Controlo (ZMC).

A obra contempla a execução de 11,3 km de novas condutas. Após a concretização da remodelação da rede, com a instalação de condutas em PVC (Policloreto de Vinilo), os SMAS de Sintra procedem à pavimentação das vias rodoviárias, assim como à execução dos pavimentos em calçada, no sentido de repor as condições de circulação rodoviária e pedonal na zona.

A empreitada inclui, ainda, a substituição de contentores de superfície por equipamentos semienterrados de deposição de resíduos urbanos, correspondendo a 195 equipamentos, cuja aquisição motivou a abertura de um concurso específico por parte dos SMAS de Sintra, no valor global de cerca de 500 mil euros.

Os SMAS de Sintra são a maior entidade gestora dos sistemas públicos municipais de distribuição de água em Portugal, contando com mais de 190 mil clientes. Estes serviços municipalizados estão a investir, durante o triénio 2019/2021, mais de 50 milhões de euros na gestão e inovação dos sistemas de água e resíduos.

Atualizado a 02/11/2020