Requalificação envolve mensagem de proteção ambiental

O município de Sintra concluiu a instalação de novos contentores, semienterrados, na zona da Praia Grande num investimento de cerca de 84 mil euros.

Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) de Sintra procederam à substituição dos contentores de superfície por equipamentos semienterrados, em sete pontos de deposição, num total de 25 contentores com as valências de plástico/embalagens, papel/cartão, vidro e resíduos indiferenciados.

“Este é um investimento superior a 84 mil euros que aumenta a capacidade de deposição de resíduos urbanos, apresenta maior eficiência e permite a diminuição da frequência de recolha, contribuindo para reduzir a ocupação do espaço público e o impacto ambiental e estético”, defendeu Basílio Horta, presidente da Câmara Municipal de Sintra e do conselho de administração do SMAS.

Os equipamentos, que variam entre cinco mil litros (plástico, papel e indiferenciados) e três mil litros (vidro) de capacidade, integram a utilização de materiais mais duradouros, no sentido de melhor responder às condições atmosféricas da orla costeira.

À semelhança da intervenção realizada recentemente na Portela de Sintra, que transformou 32 equipamentos em inovadores suportes da defesa ambiental, os contentores instalados na Praia Grande apelam à adoção de boas práticas ambientais por parte dos cidadãos, assente na mensagem de que “O que não acaba aqui, acaba no Mar”.

A intervenção dos SMAS, agora concluída, e que será replicada em outras zonas balneares do concelho, inseriu-se na empreitada de construção da Ciclovia Atlântica à Praia Grande que representou um investimento global do município de Sintra de 370 mil euros, com financiamento de 50% no âmbito do Programa Portugal 2020.

Os SMAS de Sintra são o maior serviço municipal de água e saneamento em Portugal contando com mais de 190 mil clientes. A empresa está a investir durante o triénio 2019/2021 mais de 50 milhões de euros.

Atualizado a 02/10/2020