Por ocasião do Dia Nacional da Cultura Científica (24 de novembro)*, os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) de Sintra assinalam os 35 anos do seu Laboratório, responsável por assegurar o controlo da qualidade da água distribuída no concelho.

Criado em 1985, com a missão de controlar a qualidade microbiológica da água distribuída para consumo humano, o Laboratório dos SMAS de Sintra foi alargando as suas atribuições ao controlo de qualidade e análise dos parâmetros físico-químicos e, atualmente, está acreditado para 63 métodos analíticos, para águas de consumo, naturais doces e salinas, piscinas, residuais, lamas e a colheita de águas de consumo e naturais.

A principal missão do Laboratório dos SMAS de Sintra é assegurar o controlo da qualidade da água distribuída e o cumprimento dos critérios legalmente fixados. Para esse efeito, é responsável anualmente pela elaboração do Programa de Controlo de Qualidade da Água (PCQA), submetido à aprovação da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR). O PCQA corresponde às análises efetuadas na torneira do consumidor, o que se traduz em cerca de 960 colheitas por ano, distribuídas pelas várias zonas de abastecimento do concelho de Sintra.

Além do PCQA, o Laboratório desenvolve um programa de controlo operacional em pontos específicos da rede de distribuição, com o intuito de assegurar a melhoria contínua da qualidade da água fornecida, que corresponde a cerca de 1320 colheitas com análise de oito parâmetros.

A este serviço compete ainda o controlo da higienização de reservatórios (70 colheitas anuais); controlo da desinfeção de novas estruturas de abastecimento (60); cumprimento do plano de descargas em pontos da rede que se consideram críticos (120); confirmação da origem de águas desconhecidas (30); monitorização da qualidade das águas sujas resultantes das lavagens de contentores (12); cumprimento das licenças de descarga das ETAR (1.400 amostras ano); ações de fiscalização das descargas industriais em coletor (90); e monitorização da qualidade de águas residuais afluentes ao sistema multimunicipal de saneamento de Lisboa e Vale do Tejo (64).

O laboratório presta ainda serviços a clientes externos, que correspondem a cerca de 200 amostras anuais de várias origens como águas de furo com e sem tratamento, águas de poços, piscinas, industriais, entre outras.

Os SMAS de Sintra são a maior entidade gestora dos sistemas públicos municipais de distribuição de água em Portugal, contando com mais de 190 mil clientes. Estes serviços municipalizados estão a investir, durante o triénio 2019/2021, mais de 50 milhões de euros na gestão e inovação dos sistemas de água e resíduos.

 

*O Dia Nacional da Cultura Científica assinala-se a 24 de novembro e foi instituído em 1996, por iniciativa do então ministro da Ciência e da Tecnologia, José Mariano Gago, para comemorar o aniversário do nascimento de Rómulo de Carvalho (1906-1997), notável professor de Física e Química, e divulgar o seu trabalho na promoção da cultura científica e no ensino da ciência.

Atualizado a 29/01/2021